Blog SEMENTES

Blog SEMENTES

Psicóloga Clarice Ebert: "As descobertas são como preciosas sementes que brotando se agigantam em árvores frondosas e frutíferas".

"Procuro semear otimismo e plantar sementes de paz e justiça. Digo o que penso, com esperança. Penso no que faço, com fé. Faço o que devo fazer, com amor. Eu me esforço para ser cada dia melhor, pois bondade também se aprende". (Cora Coralina)

Siga

O ELO DO AMOR - A CONEXÃO COM O PARCEIRO REAL!

A paixão é atração, o amor é ligação. A paixão é temporária, o amor é permanência. A paixão é interesse, o amor é doação. A paixão é o encontro de corpos, o amor é o encontro de almas. “... se não tiver amor, nada serei.” (I Coríntios 13.2) O amor é uma conexão sublime entre duas pessoas. É diferente da paixão. A paixão é atração temporária cheio de interesse. O amor é doação altruísta que permanece. Na paixão se é feliz pelo que o outro tem a oferecer. No amor se é feliz pelo que se oferece ao outro. Na caminhada conjugal o amor é o “elo”, a ligação entre duas pessoas, que solidifica a permanência, a continuação, a constância, a estabilidade. O amor é doação, acolhimento e aceitação que pro

O ESTADO DA PAIXÃO - A ATRAÇÃO PELO PARCEIRO IDEALIZADO!

Geralmente o que aproxima duas pessoas para o início de um relacionamento é a paixão (o amor somente emerge mais adiante). O apaixonar-se é um sentimento incrível e incomparável. Segundo Sanford [1], a paixão é uma atração irresistível por alguém e uma experiência maravilhosa de abertura aos assuntos do coração. Geralmente é por meio da paixão que um casal se conecta. Sanford explica que no relacionamento entre duas pessoas ocorre uma atração num âmbito consciente e inconsciente. No âmbito consciente: ocorre uma atração quando se veem, se olham e chamam a atenção um do outro. No âmbito inconsciente: ocorre uma forte atração entre os dois que é resultado de uma projeção de uma imagem positiva

DIFERENÇA ENTRE COBIÇA E INVEJA

COBIÇA é a necessidade de ter o que o outro tem. A pessoa se empenha em ter o que o outro tem para se igualar ao outro. Mobiliza seus esforços por um entendimento equivocado de que se é pelo que se tem. Quem cobiça acaba trazendo um prejuízo significativo para si próprio, pois vivencia altos níveis de estresse gastando muita energia em ter cada vez mais, seja bens materiais, fama ou prestígio. Apesar de competir com o outro, geralmente não é o tipo que ameaça tirar o que o outro tem. O que importa é ter também. Já a INVEJA é diferente. O invejoso não só cobiça as coisas que o outro tem, mas esmera-se especialmente em minar a felicidade que o outro tem. A pessoa se empenha em eliminar a alegr

  • Facebook Basic Square
  • Google+ Basic Square
Posts Recentes
Arquivo
Categorias

A ideia desse blog é partilhar reflexões que ajudem na caminhada da vida, como se fossem pequeninas sementes. Longe de pretenderem ser as únicas ou melhores, pois reconheço a importância de continuar visitando e revisitando o armazém de outros semeadores para me abastecer com sementes de boa qualidade. Sou grata aos generosos semeadores que encontrei e que ainda tenho o privilégio de acessar e conviver. Infelizmente, algumas vezes também me deparei com semeadores de erva daninha e nem sempre detectei isso logo de imediato, precisando, a duras penas me embrenhar na faxina do campo mal semeado.

 

Espero que as reflexões desse blog, ao contrário de ervas daninhas, possam contribuir para nosso celeiro de boas sementes, que semeadas em boa terra brotem e se agigantem em árvores frondosas e frutíferas.

 

Boa parte do que aqui escrevo tem a ver com minha própria vivência e percepção da vida, mas também trago reflexões a partir de outras histórias com as quais tive e tenho o privilégio de entrar contato. Claro, sempre em acordo com o sigilo ético requerido na partilha de qualquer dado seja de quem for. Também partilho aqui um dado científico ou outro que possa nos ajudar de alguma forma, bem como algumas valiosas sementes de outros brilhantes autores. Em alguns textos apresento uma interlocução entre a teologia e a psicologia, cujas vertentes me são familiares.

 

Estou ciente de que boa parte das sementes aqui postadas ficará perdida por aqui mesmo, mas muito me contentarei se uma ou outra germinar na vida de alguém como também continuam germinando na minha.

 

Seja bem-vindo (a) e fique à vontade para entrar em contato e partilhar alguma semente comigo também.

 

Clarice Ebert

© Por CLARICE EBERT. Psicologia (CRP 08/14038).

  • Facebook
  • Instagram
  • linktree_145348
  • unnamed
  • E-psi
  • LinkedIn ícone social